Welcome

Delete this widget from your Dashboard and add your own words. This is just an example!

Orkut

Contato

Facebook

Twitter

Sexy

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Sem embromation, hoje eu vou falar sobre Vintage Porn, Sex Symbols e Playboy. Yeah! Vou começar a explicar por passo a passo e seguindo a sequência acima, para não haver confusões. So... let's go :) P.S.: Colocarei fotos mais adequadas para a visualização de qualquer um que entrar aqui, seja criança ou adulto, mas quem estiver mais interessado, deixarei os links dos sites referente ao assunto do post.
Para quem considera o pornô como algo "meio" atual, está bem enganado, pois lá pra 1800 e alguma coisa a cena erótica já vinha se desenvolvendo em grande número. O cinema pornô apareceu rapidamente depois da criação da tecnologia cinematográfica, possibilitando qualquer tipo de filmes. Os filmes pornôs existem desde a época do cinema mudo e eram rodados em bordéis, e passou a ser discutido e comentado geralmente de forma oculta pelos homens. Eles eram produzidos no underground, a câmera era utilizada de modo amador e a distribuição dos filmes eram bem limitadas. Em 1970, depois que o filme pornô deixou de ser um produto do submundo criminal e se instituiu numa indústria publicamente instalada, ele ganhou novamente forte impulso em suas produções e eram exibidos em salas chamadas: "Salas Especiais".

Mas e as sex symbols, o que elas tem a ver com isso? Bem, as atrizes pornôs da época, claramente de alguma forma influenciavam no meio onde estavam atuando. E como tudo nesse mundo tem uma ligação, as pin-ups sempre foram consideradas sex symbols - É o indivíduo notório que simboliza o ideal masculino ou feminino no plano da sensualidade e da sexualidade. É todo e qualquer personagem que possua apelo sexual suficiente para ditar comportamentos na sociedade. Fonte: Wikipédia -, e é por isso que elas sempre foram uma grande influência na sociedade, e já que foi nos anos 50 onde esse comportamento começou a se mostrar mais forte, podemos citar os principais como: Marilyn Monroe, Elvis Presley, Bettie Page, Marlon Brando, Brigitte Bardot, entre outros que se seguiram nas décadas seguintes como Michael Jackson e Madonna e hoje em dia, Dita von Teese. (Curiosidade: Theda Bara, atriz de 43 filmes entre 1914-1926, é considerada a primeira sex symbol desta era.)
Como eu citei antes, Bettie Page era uma das mais influêntes sex symbols da época, propostas de trabalho era o que não faltava para ela, depois de muitos ensaios fotográficos, muitos nús e com toda a garra de mulher independente e linda, foi quando Bettie começou a fazer ensaios com apologia ao sadomasoquismo, onde usava chicotes, cintas-liga, mega saltos entre outras cositas más, que chamava muito a atenção do público masculino.

Passadas algumas - muitas - décadas, depois que o pornô estava em contante desenvolvimento, em 1953, com todo esse comportamento à tona, Hugh Hefner fundou uma revista que tinha se tornado grande sucesso, a famosíssima revista Playboy, e como capa, não poderia sem ninguém menos que Marilyn Monroe, uma das mais famosas Sex Symbols da época, daí em diante a indústria erótica só tendia a crescer. Mas infelizmente hoje, as coisas evoluiram tanto que está tudo sendo relacionado ao sexo, não a sensualidade, e o mercado das frutas - literalmente! - aumenta e aumenta todo o dia, que para mim, é com objetivos muito diferentes e explicitos do que antigamente. Deprimente! A pornografia perdeu todo o brilho e o erotismo natural que tinha: não tinha cenas simuladas, as mulheres sempre tinham um sorriso charmoso, e tinham direito até de beijinhos e algumas palminhas carinhosas. hahaha :)






fonte: garota pin up

0 comentários:

Postar um comentário

 

Até mais!!!

Até mais!!!

Radio Vintage